Páginas

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Tal como sou


Gosto de verdades nuas

gosto de palavras cruas

Máscaras são bonitas

mas nenhuma cabe em meu rosto...

Gostem ou não do que eu digo,

quem quiser andar comigo

vai me ver tal como sou

e vai provar do meu gosto:

às vezes mel e doçura,

às vezes fel e amargura,

fria ou quente, morna nunca.

Não perdi tempo

nada foi tarde ou cedo

tudo foi necessário

para no meu crescimento diário

aprender à lidar com o medo.

Errar, errei mais que tudo

mas não mudaria o enredo.


Sou a soma dos "sins" e "nãos"

nem as dores foram em vão

houve tempo de rir,

tempo de chorar

tempo de vencer e ser vencida

tempo de unir, tempo de se ausentar

não há atalhos para a vida!

3 comentários:

  1. Janete,

    Hoje acho que escrevi uma verdade nua e crua.

    Sei lá!

    ResponderExcluir
  2. Palavras Atropeladas21 de setembro de 2008 17:08

    Jan,

    Alterei a url do meu blog.

    B-joletas violetas

    ResponderExcluir